segunda-feira, 16 de junho de 2014


DONS DE CATARINA

Em muitas oportunidades, a Santa revelou o “dom da dupla visão”, ou seja, o “dom do discernimento dos espíritos”. Ela tinha uma profunda intuição em relação ao sobrenatural, vendo e antecipando com segurança, atitudes, pensamentos, modos e comportamentos das pessoas, as quais ela procurava direcionar para a justiça, a misericórdia e o amor a DEUS. Ela tinha uma grande amizade por frei Bartolomeo di Domenico, um notável teólogo que encontrou nela, a luz que iluminava a sua alma. Em certa ocasião, ela lhe escreveu: “... se vossa alma não despertar e não fixar o olhar na infinita bondade de DEUS e no Amor que ELE derrama em suas criaturas, nunca alcançará a generosidade e a perfeição espiritual”...

Ao Frei Lazzarino de Pisa, célebre pregador franciscano, um tanto orgulhoso de seus conhecimentos e desdenhoso em relação à Catarina, por causa da simplicidade e modéstia da jovem, com ares de superioridade, foi visitá-la em sua pequena cela. Dois dias depois, após uma noite de muitas lágrimas, ele se lançou aos pés dela, suplicando que guiasse a sua alma. Ela respondeu: “O caminho da salvação para a sua alma, consiste em desprezar a pompa mundana e as complacências do mundo. Renuncie o apego ao dinheiro, desfaça-se do supérfluo, e com humildade siga o CRISTO Crucificado e seu bem-aventurado Pai São Francisco de Assis”.

Catarina ganhou fama pela sua dedicação e amor aos pobres e doentes. Tinha o dom de reconduzir a DEUS as almas desviadas e sem rumo certo.
Andrea de Naddino de Bellanti, homem rico e muito importante, fazia parte do governo dos “Nove” (As Nove pessoas escolhidas que exerciam a administração de Sena e suas regiões). Todavia, não tinha nenhum temor a DEUS, era uma pessoa totalmente fria e indiferente as coisas do SENHOR. Vivia entregue ao jogo de dados e se tornara um repugnante blasfemador contra DEUS e os Santos. Acontece que foi acometido de uma terrível doença mortal. Logo sua esposa, seus amigos e seu pároco, correram para ajudá-lo, a fim de que confessasse buscando a salvação de sua alma e redigisse o seu testamento. Tudo em vão, Andrea obstinava em não querer nada com a religião. Aflitos, foram atrás de Catarina. A Santa se encontrava em êxtase. O tempo passava e a morte se aproximava. Finalmente conseguiram conversar com ela e explicar a situação de Andrea. Naquele mesmo momento Catarina diante do Altar, conversou com o SENHOR. Foi uma conversa longa, dolorida, onde o SENHOR revelava toda a sua tristeza pelos terríveis e abomináveis pecados do Andrea, que além de não aceitar DEUS e os Santos, de falar horríveis palavrões, de blasfemar ferozmente, chegou lançar ao fogo uma pintura de JESUS ao lado de NOSSA SENHORA; era frio, indiferente e impiedoso. Foi uma conversa longa e repleta de súplica, das cinco horas da tarde ao amanhecer do dia seguinte, em que piedosamente Catarina insistia e argumentava com o SENHOR, derramando muitas lágrimas, em benefício daquele infeliz que pelos seus pecados, já merecia se encontrar no interior do inferno. Disse a Santa: “Meu SENHOR bem-amado, se considerares com rigor as nossas iniquidades, quem escapará da morte eterna? O SENHOR, meu DEUS, teria saído do ventre da VIRGEM e teria suportado aquele atroz suplício e morte na Cruz para castigar os nossos pecados ou para Redimi-los? Porque JESUS, o SENHOR me fala dos erros deste infeliz homem, o SENHOR, meu DEUS, que carregou nos Vossos santíssimos ombros, os erros de toda humanidade”? 
E assim, discutindo amorosamente, sem a menor trégua, a advogada daquela causa perdida prosseguiu na sua defesa e conseguiu a misericordiosa absolvição Divina, para o seu protegido. Disse o SENHOR á Catarina: “Minha querida filha, ouvi o que ME pediste e então, vou converter aquele por quem rezaste com tanto fervor”. 

A Santa comunicou a notícia aos parentes, que ansiosos aguardavam a última notícia e retornaram imediatamente ao lar do enfermo. Neste mesmo instante, em seu leito agonizante, Andrea acordou impaciente e preocupado, assentou-se na cama. Com os olhos arregalados parecia ver e entender alguma coisa sobre o Mistério de DEUS. Com aflição e insistência chamou o Padre, pois queria confessar os seus pecados. Descreve sua esposa: “Mal chegou o Padre, ele confessou os seus pecados com plena lucidez de espírito e um sincero arrependimento. Em seguida, ditou minuciosamente o seu testamento. Com tranquilidade e resignação entregou o seu espírito, passou desta vida para a eternidade, acompanhado de seu Anjo da Guarda, que o deixou no Purgatório para se purificar e ser digno de estar na presença de DEUS”. 

Este fato aconteceu em 16 de Dezembro de 1370.

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Abraça Jesus Crucificado, Amante e Amado


"Querida irmã em Jesus. Eu, Catarina, serva dos servos de Jesus, escrevo-te no seu precioso sangue, desejosa que te alimentes do amor de Deus e que dele te nutras, como do seio de uma doce mãe. Ninguém, de facto, pode viver sem este leite!

Quem possui o amor de Deus, nele encontra tanta alegria que cada amargura se transforma em doçura e cada grande peso se torna leve. E isto não nos deve surpreender porque, vivendo na caridade, vive-se em Deus:

“Deus é amor; quem permanece no amor habita em Deus e Deus habita nele”.

Vivendo em Deus, por conseguinte, não se pode ter amargura alguma porque Deus é delícia, doçura e alegria infinita!

É esta a razão pela qual os amigos de Deus são sempre felizes! Mesmo se doentes, necessitados, aflitos, atribulados, perseguidos, nós estamos alegres.

Mesmo quando todas as línguas caluniosas nos metessem em má luz, não nos preocuparemos, mas nos alegraremos com tudo porque vivemos em Deus, nosso repouso, e saboreamos o leite do seu amor. Como a criança suga o leite do seio da mãe assim nós, inamorados de Deus, atingimos o amor de Jesus Crucificado, seguindo sempre as suas pegadas e caminhando com ele pelo caminho das humilhações, das penas e das injúrias.

Não procuramos a alegria se não em Jesus e fugimos de toda a glória que não seja aquela da cruz.

Abraça, portanto, Jesus Crucificado elevando a ele o olhar do teu desejo! Toma em consideração o seu amor ardente por ti, que levou Jesus a derramar sangue de todas as partes do seu corpo!

Abraça Jesus Crucificado, amante e amado e nele encontrarás a verdadeira vida, porque ele é Deus que se fez homem. Que o teu coração e a tua alma ardam pelo fogo do amor do qual foi coberto Jesus cravado na cruz!

Tu deves, portanto, tornar-te amor, olhando para o amor de Deus, que tanto te amou, não porque te devesse obrigação alguma, mas por um puro dom, impelido somente pelo seu inefável amor.

Não terás outro desejo para além daquele de seguir Jesus! E, como que inebriada do Amor, não farás caso se te encontras só ou acompanhada: não te preocuparás com tantas coisas mas somente de encontrar Jesus e segui-lo!

Corre, Bartolomea, e não estejas a dormir, porque o tempo corre e não espera nem um momento!

Permanece no doce amor de Deus.

Doce Jesus, amor Jesus."

Das “Cartas” de Santa Catarina de Sena (1347-1380) (carta n.165 a Bartolomea, esposa de Salviato da Lucca)

quinta-feira, 22 de maio de 2014


Oração a São Jorge
Ó Deus onipotente, Que nos protegeis Pelos méritos e as bênçãos De São Jorge. Fazei que este grande mártir, Com sua couraça, Sua espada, E seu escudo, Que representam a fé, A esperança, E a inteligência, Ilumine os nossos caminhos... Fortaleça o nosso ânimo... Nas lutas da vida. Dê firmeza à nossa vontade, Contra as tramas do maligno, Para que, Vencendo na terra, Como São Jorge venceu, Possamos triunfar no céu Convosco, E participar Das eternas alegrias. Amém.


ORAÇÃO PESSOAL DE SALOMÃO
1RS 3:5 - E em Gibeom apareceu o SENHOR a Salomão de noite em sonhos; e disse-lhe Deus: Pede o que queres que eu te dê.
1RS 3:6 - E disse Salomão: De grande beneficência usaste tu com teu servo Davi, meu pai, como também ele andou contigo em verdade, e em justiça, e em retidão de coração, perante a tua face; e guardaste-lhe esta grande beneficência, e lhe deste um filho que se assentasse no seu trono, como se vê neste dia.
1RS 3:7 - Agora, pois, ó SENHOR meu Deus, tu fizeste reinar a teu servo em lugar de Davi meu pai; e sou apenas um menino pequeno; não sei como sair, nem como entrar.
1RS 3:8 - E teu servo está no meio do teu povo que elegeste; povo grande, que nem se pode contar, nem numerar, pela sua multidão.
1RS 3:9 - A teu servo, pois, dá um coração entendido para julgar a teu povo, para que prudentemente discirna entre o bem e o mal; porque quem poderia julgar a este teu tão grande povo?
1RS 3:10 - E esta palavra pareceu boa aos olhos do Senhor, de que Salomão pedisse isso.

sexta-feira, 9 de maio de 2014


Oração para acalmar o coração
Senhor, ilumina meus olhos para que eu veja os defeitos da minha alma, e vendo-os, não comente os defeitos alheios. Senhor, leva de mim a tristeza, mas não a entregueis a mais ninguém.
Encha meu coração com a divina fé, para sempre louvar o vosso nome. Arranca de mim o orgulho e a presunção. Senhor, fazei de mim um ser humano realmente justo. Dá-me esperança para vencer todas essas ilusões terrenas. Planta em meu coração a semente do amor incondicional e ajuda-me a fazer feliz o maior número possível de pessoas para ampliar seus dias risonhos e resumir suas noites tristonhas.
Transforme meus rivais em companheiros, meus companheiros em meus amigos e meus amigos em entes queridos. Não permita que eu seja um cordeiro perante os fortes, nem um leão perante os fracos. Dá-me, Senhor, a sabedoria para perdoar e afasta de mim o desejo da vingança.